FRASE:

FRASE:

"Se deres um peixe a um homem, vais alimenta-lo por um dia; se o ensinares a pescar, vais alimenta-lo a vida toda."

(Lao-Tsé, filósofo chinês do séc. IV a.c.)

terça-feira, 21 de junho de 2011

FILME: AMA-ME OU ESQUECE-ME

Bem antes de ser a solteirona puritana das comédias com Rock Hudson e Rod Taylor, Doris Day fez boas películas dramáticas. Uma das melhores e talvez a mais importante na sua carreira foi AMA-ME OU ESQUECE-ME (Love Me or Leave Me - EUA - 1955 - 122 min.- cor).
A história se baseia na agitada vida da cantora e atriz americana Ruth Etting (1897-1978).
Este filme da MGM, produzido por Joe Pasternak e dirigido por Charles Vidor (Gilda) mostra Ruth Etting (Doris Day) antes do início da carreira, na década de 1920, onde comia o pão que o diabo amassou como dançarina de aluguel numa gafieira de Chicago, tentando uma chance de mostrar seus dotes como cantora.
Inesperadamente, a sua salvação veio pelas mãos nem tão limpas do gangster Martin Snyder, "o Manco" (James Cagney). Fascinado por Ruth, Snyder  patrocina a sua educação musical e usa seus contatos nas casas noturnas e emissoras de rádio para alavancar a carreira da ambiciosa jovem. 

Tudo pela carreira...Para Ruth (Doris Day), valia até aturar a chatice e grosseria de um gangster como Martin Snyder (James Cagney), que apesar de tudo, era louco por ela, cuidou de sua educação artística e a introduziu na mídia e nos shows!

Apesar dele se mostrar possessivo e às vezes grosseiro, ela acaba aceitando um casamento por interesse com ele, baseada nas suas aspirações profissionais. Snyder empresaria tudo o que ela faz e consegue até mesmo coloca-la no cinema como atriz. É claro que a vida privada do casal não era uma maravilha, e, quando Ruth já tem seu nome conhecido, as brigas se tornam insuportáveis e eles acabam se divorciando.
Mas Snyder, mesmo separado, fica seguindo-a e descobre que ela está tendo um caso com o pianista Myrl Alderman (Cameron Mitchell) que costumava acompanha-la nas músicas e fazer seus arranjos musicais. Louco de ciúme, tenta acabar com o seu rival, sendo preso por isto.

Ruth (Doris Day) com seu pianista e arranjador Alderman (Cameron Mitchell).
 
A atriz Jane Russell queria o papel de Ruth Etting, a MGM pretendia usar Ava Gardner, mas o próprio James Cagney insistiu para que o estúdio trouxesse Doris Day, que era da Warner Brothers, para o papel. Excepcionalmente, pela primeira vez desde que alcançara o estrelato, James Cagney aceitou que seu salário não fosse o maior do elenco, cedendo esta primazia para Doris Day. E ela ficou encantada pela idéia de contracenar com Cagney, já consagrado como ator, além de receber o salário e o tratamento de estrela que nunca tivera na Warner.

O cartaz do filme e a capa do DVD lançado no Brasil. Enquanto na Warner, Doris era apenas mais uma atriz de comédias, a MGM a recebeu com tapete vermelho. Agora, sim, ela era uma estrela!
 
O filme recebeu o Oscar de Melhor História Original, além de ter recebido cinco outras indicações: Melhor ator (James Cagney), Melhor Roteiro, Melhor Canção Original (I'll Never Stop Loving You), Melhor Trilha Sonora e Melhor Gravação de Som.
O score musical do filme apresenta diversas músicas do repertório original de Ruth Etting, interpretadas por Doris Day.
Seria inadequado comparar as gravações originais de Ruth Etting com as feitas por Doris Day, já que essas contaram com recursos de estúdio que não existiam nos anos 20.
Mas, se quiser, clicando sobre o nome da cantora pode ouvir as gravações da música Love Me or Leave Me, com Ruth Etting ou com Doris Day.
Recomendado para os nostálgicos pelos anos 20/30, fãs de Doris Day (como eu) ou de James Cagney. 
O DVD foi lançado em 2005 no Brasil pela...Warner Brothers Home Video!

26 comentários:

  1. Olá Leonel..
    Não assisti este filme. Mas pela sua sinopse parece que vale a pena. Vou assistir..depois conto se gostei!
    um bj,

    Ma Ferreria

    ResponderExcluir
  2. Amigo,

    Creio ter visto umas 6 vezes esse filme.....muito bom....
    Adoro esse tipo de filme, gosto da água com açúcar mesmo, acompanhada de uma pipoquinha e uma guaraná FRUKI!(lembras? mesmo gostinho da CAÇULINHA!)

    Beijinhossssssss

    ResponderExcluir
  3. Nossa quanto tempo, esse tenho que ver de novo, adoro filmes clássicos sempre que posso assisto, abração Leonel :-)

    ResponderExcluir
  4. Leonel,
    Muito interessante. Eu não conhecia esse filme e o teu texto me fez querer assisti-lo. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  5. Já vi. Mas se tiver chance vou ver de novo. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Gosto dos filmes estilo Corujão... Vi um montão deles e já quis muito ser essas divas.

    Diga bacaninha, no melhor estilo Leonel cinéfilo de ser.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Ola Leonel,
    Não me lembro de ter visto este filme mas sei que sempre assistia filmes com Doris Day...Me lembro de assistir filmes com ela na fase de comedia com Rock Hudson.
    Tenho em recordação um faroest onde ela nao era nada feminina no modo de se vestir, mas ao ficar em uma casa toda desarrumada, a transforma com seu toque feminino(aquele que nao parecia existir) fazendo dela um próprio lar, cheio de flores na janela, rsrsrs eu lembro desta cena direitinho. Ela cantava em um palco de um bar... Estou tentando lembrar aqui mas esta tudo misturado na mente, até carruagem eu estou vendo mentalmente, ela no balcão do bar falando com a sua chama de amor, mas nao lembro do nome do filme e de mais nada.
    Eu sempre gostava de assistir filmes de madrugada, acho até que te falei disto mas nao recordo bem deles, e estas cenas me veio em mente e falando com você talvez você possa lembrar. Eu gostei muito deste filme e vi mais de uma vez.
    Este citado deve ser muito bom e indicado por você deve valer a pena ver.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Sabe que assisto filmes e depois esqueço seus nomes. Grandes e famosos imortais artistas!!
    Beijos Leonel!
    Carla

    ResponderExcluir
  9. O filme onde Doris Day é uma autêntica pistoleira do velho oeste é ARDIDA COMO PIMENTA (Calamity Jane - 1953). Baseado na personagem real de Calamity Jane (Jane Calamidade),esposa de Wild Bill Hickock, amigo do lendário Bufallo Bill.

    ResponderExcluir
  10. Feliz feriado de Corpus Christi santo Leonel!!
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  11. ˚ ✿˛。˚ ˚ ˛
    ✿ Olá, amigo!

    Passei para uma visitinha.
    Amei o seu blog... seus textos são elegantes, bem humorados e cheios de informações, também gostei das imagens.
    Nunca assisti a esse filme mas agora já sei sobre ele através de suas informações.
    Tenha um lindo dia!

    ˚ ✿˛ •
    ✿•˚。
    ° 。✿ °° 。
    ●/✿
    /▌
    / \✿Beijinhos.
    Minas 。 ✿

    ResponderExcluir
  12. Leonel tem um ditado que a gente está sempre com o cavalo cansado e com a última lança....guerreiros de coragem na vida...
    Beijos e bom dia!
    Carla

    ResponderExcluir
  13. Não assisti, mas tão boa foi a sinopse que procurarei. Ah, gostei dos Kennedy's.

    Abraço,
    Débora.

    ResponderExcluir
  14. Aqui cultura é em tempo integral. Vou aprendendo sempre um pouquinho mais. Mil beijinhos meu querido amigo.

    ResponderExcluir
  15. Linda semana Leonel!!
    Aqui hoje tudo atrasou, É tarde mais aqui estou.
    Beijos,
    carla

    ResponderExcluir
  16. São de tempos assim que sinto aquela saudade - de uma época que não vivi...
    Voce sempre nos presenteando com grandes posts !
    Beijo!

    ResponderExcluir
  17. Olá.

    Como são bonitas
    as histórias
    por trás de outras histórias...

    Revelam momentos e fatos
    inesquecíveis,
    de tempos em que tudo
    era feito de forma bem feita,
    e com talentos verdadeiros...

    Vida plena em teus dias.

    ResponderExcluir
  18. Acabamos de ver agora " A Fuga de Tarzanmuller " com Johnny Weiss, em preto e branco. O meu marido falou que o ator acabou seus dias dando gritos na beira da piscina de um hotel para turistas.
    Beijos e e boa semana!
    Carla

    ResponderExcluir
  19. Johnny Weissmuller, desculpe. A pressa para assistir o próximo....kkk

    ResponderExcluir
  20. Carla, seu marido sabe das coisas. Foi assim mesmo que aconteceu com Johnny Weissmüller, um ex-nadador campeão que foi o primeiro Tarzan do cinema.

    ResponderExcluir
  21. GRANDE LEONEL! Demais esse seu review sobre esse ótimo filme, um clássico! Eu assisti com meu pai, meu deu saudades ao ler seu post.
    E então me tornei fã deste filme.

    Dá saudade da beleza destas belíssimas, charmosas e talentosas mulheres. era algo diferente, não apelativo que nem hoje. e nada descartável, passaram quase 60 anos e este filme vai encantar quem assistir hoje em dia.
    grande abraço, meu caro! tenha uma boa tarde

    ResponderExcluir
  22. Amigo amado!
    Quando você faz essas postagens, mexe sobremaneira comigo. É que me lembro (mais e mais e mais) de minha mãe...e o tanto que gostávamos de reassistir esses filmes...e ela dizendo (sempre): já não se fazem mais atores assim!
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  23. Leonl amigo ainda chego lá e irei ao mundo de passeio...kkkk
    Beijos e boa noite. Aqui comemorações de São Pedro e fogueira para todo lado.
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  24. Olá, Leonel!

    Bons tempos esses!! Esse lado "vintage" de uma época dos anos 20, 30, 40, 50 e inclusive 60 fascinam-me muitíssimo!!
    E são filmes de valor, de excelente qualidade, com contéudo, mesmo se tratando de água-com-açúcar...melhor ainda!
    Esse, especialmente, é um documentário, o que me agrada ainda mais!
    Vi esse filme tb algumas vezes, Doris Day impecável.


    Amigo, aproveitando que já estou aqui...
    dia 1º de JULHO, sexta-feira, você está convidado para comemorar os 2 ANOS de meus blogs:

    BOTÕES DE MADREPÉROLA
    e
    ANJO DE PRATA.

    Não arranje nada para esse dia, venha festejar conosco, ok? sua presença será muito importante.
    Faltam apenas dois dias...
    Não deixe de vir!

    Abraços,
    Graça

    ResponderExcluir

  25. Boa tarde!
    Esta é a palavra do Pai para você no dia de hoje:


    “Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés.
    Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo.
    Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei.
    Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.
    Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares.
    Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.
    Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares”. (Josué 1:3-9)



    http://www.youtube.com/watch?v=sfrSSSp10Bo


    Deus seja contigo sempre!

    Blog Yehi Or!
    http://hajalluz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. Olá meu amigo!!

    Passando para deixar o meu abraço e agradecer o seu carinho!

    Que vc tenha uma ótima tarde!

    Espero por vc no Alma!

    ResponderExcluir