FRASE:

FRASE:

"Se deres um peixe a um homem, vais alimenta-lo por um dia; se o ensinares a pescar, vais alimenta-lo a vida toda."

(Lao-Tsé, filósofo chinês do séc. IV a.c.)

sábado, 1 de outubro de 2011

EDUCAÇÃO: QUANDO A PACIÊNCIA DEIXA DE SER VIRTUDE

Corro o risco de me tornar chato com essa insistência em bater sempre na mesma tecla, mas acho que nunca vou desistir de tentar passar adiante essa mensagem: o desenvolvimento de um país começa pela educação!
Uma casa começa pelos alicerces, e os alicerces de uma nação são a educação de seu povo. Saúde, economia, empregos e segurança são consequências lógicas.
E, no nosso país, onde se fala de tudo, escândalos, corrupção, crimes, futebol e diversão, a gente só vê nos cantinhos de página dos jornais as quase permanentes greves de professores, pedindo melhores condições de trabalho, salários e atenção.

 O ensino fundamental na Coréia do Sul é considerado como o de melhor padrão no mundo. Resultado de investimentos maciços e de uma política educacional séria.

As greves as vezes são simultâneas, em diversos estados, sem ligação uma com a outra, mas quase sempre pelos mesmos motivos, relacionados com o descaso dos administradores com o ensino público! As vítimas também são sempre as mesmas: as gerações futuras, alunos de hoje, que amanhã, cursando cursos mais avançados, sentirão na carne a falta de base causada por estas interrupções.
Ninguém pode acreditar que um programa de disciplina cujo cronograma sofreu a perda de semanas possa depois ser comprimido no tempo restante com a mesma eficácia.
Mas, as greves são apenas o sintoma mais visível do problema. Existem outros aspectos, sobre os quais os educadores volta e meia denuciam, sem encontrar ecos.
Na mídia, uma das poucas pessoas com os meios para denunciar e que realmente o faz é o jornalista Alexandre Garcia, da sucursal brasiliana da rede Globo de TV. Em uma emissora que tem fama de "pasteurizar" as notícias, sua voz parece destoante, quando se levanta de forma insistente para falar do assunto educação.
Ontem, no telejornal BOM DIA BRASIL, ele voltou a comentar esse tema.
Se quiser ver na íntegra o texto e o vídeo, clique no link:

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/09/alexandre-garcia-greve-e-um-dos-sintomas-do-descaso-com-educacao.html 


Enquanto isto, ministros caem como sequências de dominós, juízas são crivadas de balas, professoras levam pontapés e tiros pelas costas...
Surpeendente a paciência dos brasileiros, que aturam tudo isto calados!

20 comentários:

  1. Leonel,
    Indignação justa e merecedora de aplauso. desde sempre a educação neste país não goza de nenhuma prioridade e, pelo andar da carruagem, continuará ladeira abaixo até o fundo do poço. Felizmente minha idade não me permitirá estar presente quando esse país deixar de ser viável por falta de educação formal. Abraços e parabéns pela postagem, JAIR.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom Leonel!
    Isso mesmo que acontece por aqui. Ficamos cada vez mais indignados!!!
    A educação nunca foi prioridade pq conecimento é algo perigoso, que liberda, conscientiza e esclarece tudo à luz da verdade....palavrinha da qual políticos corruptos fogem como o diabo da cruz.
    Vou lá dar uma olhada no link que deixaste.
    Beijos e bom sábado!!
    Carla

    ResponderExcluir
  3. Amigo véi.. Leonel...

    Tu num ta sendo chato naum!!
    Veja só... Começa nas creches, escolinhas, escolão, facurdade, doutorado e por aí vai!!! Quando há ausência de EDUCAÇÃO, não se tem medidas. Estamos phú****.. tá ligado?
    Inda bem quêu tenho tu pra erguer a bandeira do "ACORDA POVO"...

    Deusssssssssskiajude
    Abraços meu amigão
    Bom findi pra tu...
    Tatto

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Estou de passagem para desejar um ótimo fim de semana!

    Espero por você no Alma!

    ResponderExcluir
  5. Menino, que belo post. O Alexandre foi feliz em comentar: "a educação liberta" para que ter um povo livre o melhor e deixá-lo escravo da mídia e DO CONSUMISMO Penso que os professores se esforçam o máximo .Saõ como a vela gastam-se e continuam dando a luz. Tente ensinar algo para quem não quer aprender. Talvez por isso estejamos com um número alto de professores com depressão e muitas vezes sofrendo agressões físicas e morais. Bjs e saudades

    ResponderExcluir
  6. Acabei de ler um artigo sobre este rema em outro blog.

    Esta classe tão merecedora de inventivo e valorização, tão desvalorizada!!

    Até quando o País da pizza vai manter suas retinas fechadas para esta causa tão nobre que é a valorização do professor??

    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  7. Absolutamente de acordo. Sempre disse que o desenvolvimento de um povo se vê pela ediucação.
    Talvez por isso mesmo quando calha a cortar verbas as primeiras são sempre da educação e a seguir as da saúde. Um povo iletrado e doente não contesta governos.
    Um abraço e bom Domingo

    ResponderExcluir
  8. O Povo não atura, meu amigo. Estão todos muito felizes com "bolsa família", "bolsa Escola" ou "bolsa" carioca (para manter as crianças na Escola) e mais outras que virão por aí, aguarde.Você sabia que uma mãe que tem três filhos, em idade escolar, ganha mais que um Professor? Veja,se tiver marido, recebe por cada criança: o "bolsa familia" 65 reais , o "bolsa" carioca de 50 a 65 reais e um "aluguel social" de 400 reais, dando então um total de 790 reais; se não tiver marido pode receber até mais de 100reais por criança no "bolsa" familia. Tem jeito?
    Você fêz uma postagem maravilhosa e é nececessário que todos os privilegiaos, como nós, gritem que mudanças se fazem necessárias, para quiça esses políticos se lembrarem que foram Professores, Médicos e a Educação que receberam que os fizeram chegar onde estão.
    Bata sempre nessa tecla, nunca será demais, acredite.

    ResponderExcluir
  9. Você, meu amigo, sabe que comungo as mesmas idéias e a mesma falta de paciência - que digo? indignação. Vamos à luta.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. LEONEL meu querido amigo blogueiro!
    Foi com vc que cheguei ao ponto mais alto de comentários,que me deixou muito feliz.Prova que vc é importante neste universo virtual.Seu blog é instruntivo e atualizado...de conhecimentos...
    E eu quero sempre tirar o chapéu prá vc.
    Obg querido!Por passar esses tres dias do meu lado,valeuuuuuuuuuuu

    Ps convido-o a passar lá no meu cantinho para ler os comentários que falaram tão bem de vcs.

    ResponderExcluir
  11. Meu querido Leonel, sempre contundente e feliz nas suas colocações.

    Sabe, ontem vendo um telejornal daquela emissora superpoderosa, em que falavam sobre o assassinato da juíza... Tudo aquilo sobre a polícia, divisão entre alguns (inclusive o comandante) do que era apreendido com os traficantes. Em momento algum aquilo me surpreendeu e eu fiquei triste por isso.

    Eu verdadeiramente estou descrente e não é uma sensação boa.

    No que se prega e se indigna em relação ao Bolsas e afins, sou opinião destoante da maioria, inclusive amigos daqui da minha cidade, meus irmãos, enfim. As pessoas que recebem a tal esmola são espiadas de soslaio, feito fossem criminosos, mas não se pode esquecer que sem isso eles estariam na mais absoluta miséria e desamparo, porque a falta de investimento na educação continuaria inexistindo.

    Seria a culpa apenas dos "embolsados"? Antes deles o país tinha um povo consciente e na luta pelos seus direitos? O Maluf ganhou uma eleição vitalícia por causa dos seus programas sociais?

    Me perdoe o desabafo, não é obviamente contigo.
    Quero ir embora pra Passárgada, ouvi dizer que por não tem políticos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Eu quis dizer que "por lá não tem políticos"...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi amigo!!
    Eu tinha tirado mesmo...sei á... é que tô com uma senhora amiguinha demais, que diz ser minha mamãe sergipana aqui, na UTI e isso está mexendo comigo demais...
    Desculpa! Já tá lá a Saudade do Sol...kkk
    Beijos e bom domingo!
    Carla

    ResponderExcluir
  14. Jair:
    Realmente, creio que também nos será vedado ver soluções, pois elas parecem muito distantes. Como já falou Alexandre Garcia: “...quem quiser ver o fundo do poço tem que olhar para cima.”

    Carla:
    Cada vez eu acho mais que há algo de intencional em manter a grande massa do nosso povo na ignorância! Ignorantes são mais fáceis de iludir...Você é uma das pessoas que luta contra isso!
    Quanto aquele teu post, ele sumiu mesmo...Não esquente com isso...

    Xipan Zéca:
    Parece que somos poucos com a noção do que está acontecendo! Irreparável essa perda de tempo! Já perdemos há muito o tal “bonde da história”...pegamos o de Sta. Teresa! Deu no que deu!

    Vinicius:
    É sempre um prazer te ver por aqui, poeta apaixonado! Também estou sempre passando lá!

    Mariza:
    Poucos estão tão envolvidos como você neste processo, lutando do lado certo e desempenhando um papel positivo na tua área de influência.
    Realmente, a situação atual é a mais desgastante possível para os profissionais de educação, em diversos aspectos!

    Ma:
    Faço minha a tua pergunta: até quando?

    Elvira:
    Sejas benvinda a este cantinho! Resumistes com poucas palavras um conceito que explica tudo!

    Maria Emília:
    Realmente, medidas demagógicas funcionam bem com as pessoas mais pobres e necessitadas, que precisam com urgência suprir suas necessidades básicas.
    É verdade que o grau de pobreza do nosso país não nos permite abandonar os programas assistenciais, mas estes devem ser apenas soluções emergenciais, um complemento para aqueles que já perderam o bonde.
    Mas, o principal objetivo deveria ser evitar que no futuro os filhos destes necessitados sejam os carentes de amanhã! E a chave é a educação!

    Rodolfo Barcellos:
    Eu sei que tu também estás cansado de repetir as mesmas palavras sobre estas situações, mas infelizmente, só nos resta ser repetitivos...

    Severa:
    Minha querida amazona, eu já deixei minhas palavras no teu lindo cantinho e me emocionei ao me ver lá, ao lado do amigo Barcellos!
    Obrigado pelo carinho que tens com teus amigos! Parece que te conheço há anos!

    Milene:
    Infelizmente, quem está aqui, perto dos tristes acontecimentos que vistes, não se surpreende tanto...
    A sensação é a pior possível: impotência e insegurança!
    Como eu já comentei acima, os programas assistenciais (bolsas) apesar de necessários (até nos EUA existem), são complementos, e portanto não podem ser colocados como uma solução. Este o erro.
    Sem uma política educacional, se confundem com a demagogia.
    Claro que os assistidos não tem culpa...São as vítimas...

    Abraços a todos!


    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Um dos conceitos fundamentais na teoria psicanalítica é a repetição...uma pena que para esse tema, educação, ela não se faça como deveria. Então, só me resta a comunhão da impaciência.
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  16. Oi Leonel, acho que essa indignação é de todos, não acredito em soluções, acho que os políticos nem ai estão pra educação. As pessoas ficam impotente, insegura, aflita, diante de tanto descaso."A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida".
    (John Dewey)
    Desejo uma ótima semana, cheia de muitas energias positivas, muita paz e muita luz sempre na tua vida. Beijos grande!

    Smareis

    ResponderExcluir
  17. Vc nunca é chato!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Sabe Leonel,tambem sinto uma grande indignaçao por tudo isso que tão bem colocas nesta postagem; mas infelizmente não vejo uma saida relativamente próxima,pois não temos ninguem que possamos acreditar e muito menos seguir.Que pena para todos que não poderão desfrutar de um Brasil melhor[como nós naturalmente.Grande abraço.

    ResponderExcluir
  19. Uma "boa" notícia: praticamente todos os que comentaram até agora concordaram comigo...
    A má notícia: todos parecem tão desesperançosos quanto eu...

    Regina:
    Triste constatação, vinda de uma profissional...Este tema desafia até a teoria psicanalítica! Pelo menos nos resta a comunhão da impaciência...

    Smareis:
    Quanto à postura dos políticos, não tenho dúvidas quanto à tua afirmação! Eu gosto muito desta frase de Dewey. Obrigado!

    Fatima:
    Obrigado pelo carinho! Bjs.

    Suze:
    Realmente, para nós, o Brasil parece que será mesmo “o país do futuro”, nunca do presente! Tomara que nossos netos tenham um país melhor!

    Abraços a todos, e obrigado por interagirem!

    ResponderExcluir