FRASE:

FRASE:

"Se deres um peixe a um homem, vais alimenta-lo por um dia; se o ensinares a pescar, vais alimenta-lo a vida toda."

(Lao-Tsé, filósofo chinês do séc. IV a.c.)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

FILME: A CAÇADA AO OUTUBRO VERMELHO

Quando nos encontramos no lançamento de sua obra O OUTRO NOME DA ROSA, meu grande amigo Barcellos, em determinado momento, me deu uma cutucada: "Você devia fazer a sinopse de A CAÇADA AO OUTUBRO VERMELHO". Vindo de quem veio, a sugestão soou forte, e eu comecei logo a preparar o texto. Só que eu acabara de concluir uma trilogia de posts sobre a ação de submarinos alemães contra a nossa frota mercante durante a II Guerra, e talvez os leitores já estivessem saturados por assuntos subaquáticos. Assim, reservei este texto, que agora estou postando.

INTRODUÇÃO
Um dos aspectos menos conhecidos da Guerra Fria é o que aborda os confrontos entre submarinos soviéticos X ocidentais.
Até hoje, pouco se sabe de alguns incidentes e quase-incidentes deste período, apenas pedaços de histórias ou citações sem maiores detalhes.
É sintomático que, mesmo depois do fim da União Soviética e da Guerra Fria, por ocasião do acidente com o submarino russo KURSK, a princípio correram rumores sobre suspeitas de um ataque ou colisão com um submarino americano que estivesse rondando as manobras navais russas.
O escritor americano Tom Clancy inspirou-se nos tensos dias da Guerra Fria para escrever diversos de seus romances de espionagem/ação, a maioria com a participação do personagem Jack Ryan, jovem analista da CIA.
Ao que parece, o Clancy reuniu alguns fragmentos de histórias de perseguições submarinas reais e conseguiu fundi-los numa excelente narrativa de ficção quando escreveu o romance A Caçada Ao Outubro Vermelho.
Este foi o primeiro de seus livros a ser levado até as telas de cinema, em filme homônimo, e também o primeiro em que aparece o personagem Jack Ryan, vivido no filme por Alec Baldwin.
Posteriormente, Ryan seria revivido por Harrison Ford, em JOGOS PATRIÓTICOS (Patriot Games - 1992) e em O PERIGO REAL E IMEDIATO (Clear and Present Danger- 1994), e depois por Ben Affleck em A SOMA DE TODOS OS MEDOS (The Sum Of All Fears – 2002).

 Alec Baldwin, como o jovem Jack Ryan, o analista da CIA que conhecia o inimigo melhor que os generais do pentágono.
O FILME
A CAÇADA AO OUTUBRO VERMELHO
(The Hunt For Red October- EUA – 1990 – 134 min.- cor)
A ano é 1984, e um revolucionário submarino de ataque soviético parte de sua gelada base em Mursmank para seu primeiro exercício no mar, com o restante da esquadra. O Outubro Vermelho é dotado de um inédito sistema alternativo de propulsão magneto-hidrodinâmica, que atua sugando a água através de dutos laterais paralelos e expelindo-a para trás, de uma forma que o torna altamente silencioso e praticamente indetectável para os inimigos americanos.
O submarino está carregado com uma bateria de mísseis nucleares que podem arrasar meio mundo e colocaria os soviéticos na ofensiva, pela primeira vez na história.

Marko Ramius (Sean Connery) e seu imediato Vasili Borodin (Sam Neill): uma arriscada conspiração, a bordo da mais mortífera arma de guerra do arsenal soviético.

Porém, seu comandante, o magistral capitão Marko Ramius (Sean Connery) e seu imediato Vasili Borodin (Sam Neill) tem outros planos: tendo já aliciado a maioria de seus oficiais subalternos, pretendem desertar para os EUA, entregando a revolucionária belonave intacta aos americanos, em troca de asilo e cidadania! Ramius deixa com seus superiores uma carta, só aberta após sua partida, onde explica suas intenções e os motivos.
Após eliminarem Putin, o oficial-comissário político a bordo,  (coincidência, o filme é de 1990!), encarnado por Peter Firth, eles iniciam uma fuga através do Atlântico Norte, e sua rota deixa preocupados americanos e russos, os primeiros por desconhecerem seus propósitos, e os segundos por conhece-los muito bem!
Do outro lado do Atlântico, autoridades americanas tem que decidir o que fazer a respeito do inusitado barco soviético, após terem sido avisados erradamente pelos russos de que a intenção de Ramius seria atacar os EUA com mísseis nucleares, por sua própria conta e risco!

"Isto não aconteceu, e eu nunca estive aqui, OK?" O vice-almirante Greer (James Earl Jones) manipula a verdade de acordo com os interesses da CIA.
Entretanto, o jovem analista da CIA Jack Ryan (Alec Baldwin) estudou a fundo biografia do comandante russo e não acredita que seja esta sua intenção. Ante o ceticismo dos chefes militares e políticos, tenta obter autorização para se comunicar com Ramius. Para isso, conta com o apoio de um congressista e de seu chefe, o vice-almirante Greer (James Earl Jones).

 O capitão Bart Mancuso (Scott Gleen), do submarino americano U.S.S. Dallas: para os russos, um caubói ligeiro no gatilho e perigoso.
No mar, o Outubro Vermelho tem que enfrentar o submarino-caçador americano U.S.S. Dallas, sob o comando do impetuoso capitão-de-mar-e-guerra Bart Mancuso (Scott Gleen, perfeito). Além disso, à sua retaguarda está outro submarino-caçador soviético, o Konovalov, enviado para destruí-lo, sob o comando de um dos seus melhores ex-alunos, o agressivo comandante Tupolev (Stellan Skarsgard).
A tensão está no ar o tempo todo, enquanto as horas passam e o Outubro Vermelho se aproxima da costa americana. A única esperança é Jack Ryan, que vai para o mar a procura de contato com os desertores russos.
O desenlace é eletrizante, pois entre tantas ameaças, os amotinados do submarino russo também percebem que nem todos os homens da sua tripulação estão de acordo com suas ideias de tornarem-se cidadãos americanos!
O filme dura pouco mais de duas horas, o que pode parecer longo, mas tem um pique tipo “007”, e agrada a quem gosta de ação com uma boa trama de fundo.
A direção foi de John Mc Tiernan, especialista no ramo: (Predador (1987), Duro de Matar (1988), Intruder A-6: Um Voo Para o Inferno (1990).
A película recebeu o Oscar de Melhor Edição Sonora em 1991.
Está disponível nas revendedoras e locadoras em DVD.
Diversão garantida!

25 comentários:

  1. Bom dia, amigo! Tentei ver esse filme por umas duas ou tres vezes e não consegui: não gosto da abordagem de guerra. Mas, agora, lendo seu texto, interessei-me e vou assitr-lo, assim que o Telecine o repetir (eles repetem sempre). Adorei td por aqui, grande abbraço

    ResponderExcluir
  2. Ah! Voltei para dizer que estou te seguindo e vou voltar sempre, abraço

    ResponderExcluir
  3. Leonel,
    Excelente, você deu uma pincelada no filme e no contexto histórico de forma a tornar a obra mais atraente ainda. Vi o filme, gostei e recomendo, sobretudo porque Sean Connery está impecável e o teu sósia James Earl Jones, valoriza qualquer filme no qual apareça. Abraços e parabéns, JAIR.

    ResponderExcluir
  4. Êita... Amigo Leonel

    Esse eu assisti... E forante sem te dizer que Sean Connery ser muitooooo parecido cum EU, ele até "mímita", mas ainda acho que minha barba é mais bunita que a dele... rss "Meu talento tumêm".. kkkk

    Recomendo o filme... é bão meRmo!
    Deussssssskiajude
    Abraços
    Tatto

    ResponderExcluir
  5. Leonel vi este filme, Outubro Vrmelho, há muito tempo e relembrei algumas partes dele, através do seu interessante relato. Agora preciso voltar a vê-lo com estes olhos críticos e reais que você habilmente nos ofereceu no seu post amigo.
    Muito bom!
    Abraços!!!!

    ResponderExcluir
  6. Recomendo aos amigos e, principalmente, às amigas. Apesar de ser um filme "de guerra" e com um elenco quase exclusivamente masculino, a presença de Tatto no papel de Sean Connery e de Leonel personificando James Earl Jones basta para garantir a diversão...
    Abraços, grande astro!

    ResponderExcluir
  7. Texto muito bem feito e aposto que se fosse a descrição da idéia base para a elaboração do roteiro do filme, o "OSCAR" seria dele. Parabéns, como sempre. Eu gosto de filme de guerra e prefiro quando se dá no mar, acho que é menos "sangrenta", lógico que nada a ver pois "guerra é guerra", um horror só.

    ResponderExcluir
  8. Nem precisa recomendar pois vi, revi e adorei. Impecável sua sinopse deixando a vontade de assistir novamente! Ainda bem que ocê escuta Rodolfo, né? Pq a amiga aqui, dizendo que és o Leonel Ewald Filho da blogo num dianta!!! Mininu amado, pois não é que seu amigo Jair tem toda razão! Você se parece mesmo com JJ...ou será que é ele que se parece cumcê???rsrs Também venho deixar uma indicação...acho que vai a-do-rar! Recebi hj, lá no divã, uma visita (numa postagem do ano passado)de um carioca apaixonado por cinema: Paulo Néry e seu blog é sobre filmes antigos! Depois me conta se gostou.Outra coisa: tudo excelente contigo? Desejo que sim!
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  9. Ah, Leonel!
    que alegre estou hoje, meu amigo!
    Quer dizer que agora tu és um cadim mais pomposo e importante, é?rs
    Pois não é que eu vi a imagem e pensei cá comigo(considere, eu tou ainda um pouquito grog, releve...rs) pensei, juro, que fosse tu! E Sean Connery imitando Tatto, duas novidades brasas pra recomeçar meus bons e alegres dias de blogueira! Amei de paixão isso. o Barcellos tem razão: diversão garantida ou seu dinheiro de volta...rs
    Sabe? confesso que ainda não vi, mas meu esposo adora esse filme e assiste a ele um monte de vezes por dia, se deixar...(ele possui o DVD). Nada contra o tema, que, pelo que sei o filme é maravilhoso... não se espante, eu é que me desacostumei de ver cinema, filmes, e tudo que é ficção. Mesmo quando esta retrata fielmente uma realidade.
    Nossa, será que tem cura? Agora fiquei com medo...rs...mas ler sobre os filmes, ver sinopses, resenhas, comentários de alguém do seu alto conhecimento isso eu a-do-ro!!!
    E por falar nisto, sua sinopse está de tirar todos os chapéus, parabéns!
    Leonel, quero tb agradecer suas constantes visitas e as palavras que deixou em minha postagem-desabafo, ok? Obrigada, querido!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Seu texto nos faz um convite sim, para assistirmos esse filme...vou tentar,fiquei curiosa...
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir
  12. A humildade do Tatto é algo que me comove... Sean Conery? Sei!!!

    O Scott Gleen, já o vi vilão em outros filmes, mas em quais???

    Concordo em gênero e tudo mais com Rezininha, você é o melhor crítico de cinema blogosférico de que já se teve notícia. Verei de novo A Caçada ao Outubro Vermelho...

    Beijos, Leonel.

    ResponderExcluir
  13. " Venha prestigiar o novo autor no CLUBE DOS NOVOS AUTORES;
    para participar do sorteio dos livros, basta seguir o blog e comentar;
    quanto mais você comentar, mais chances tem de ganhar!"
    Obrigada por seguir-nos!
    Evanir
    Relações Públicas
    do CLUBE DOS NOVOS AUTORES
    http://clubnovosautores.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pelo blog!
    abraço
    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  15. O mimita do Xipan é engraçado né não??
    kkkkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Ultimamente quase não tenho visto filmes. Mas depois desta sinopse fiquei com muita vontade de ver esta caçada.
    Vamos ver se consigo.

    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  17. Olá Leonel,

    ainda bem que o desafio foi aceite, porque ficou um trabalho excelente, como sempre.. Tenho que reservar tempo para o ver... aguça a curiosidade.

    Um beijo e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  18. Boa noite meu amigo querido!
    Passando para deixar um abraço de final de semana...

    ResponderExcluir
  19. Bom domingo meu amigo querido !
    Estou agui para te convidar a passar no meu blog que hj tem assunto de sobra,kkkkk,só para conhecer minha história de vida que se encontra no ping pong da Emiliana Vaz:
    http://historiasdeemilia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Leonel,eu ainda não vi esse filme, mais depois que li essa sinopse recheada de bom gosto, irei ver com certeza. Obrigada pela dica.Desejo um ótimo começo de semana cheio de muitas energias positivas, muita paz e muita luz. Bjs grande !

    Smareis

    ResponderExcluir
  21. Olá amigo!
    Que toda criança possa ter a chance de acreditr no amor, mesmo que ele seja negado para ela de alguma forma invertida de violência e ausência... seja como for, que cresça tomando posse do amor, que fale de amor e seja adulta e dona de tudo que algum dia passado possa ter sido a ela negado....
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. O filme passou na Sky ontem, rsrsrs Eu assisti o inicio, mas deu sono, rsrs
    Eu estou doente de novo, e quando vou repousar, procuro ver filmes, mas durmo no meio da historia, kkkkkk
    Eu vi até o momento que Alec Baldwin estava em reunião com outros americanos para decidirem o que fazer, quando de repente lembrou que ele estava deserdando. Falou que sabia tudo sobre ele(o russo) e imaginava que era isto que o russo pretendia... E depois dormi kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  23. Voltei para falar que hoje em um dos jornais daqui i algo que gostei e pensei logo em você dizendo que iria te contar.
    Dia 22/10 de 81, 30anos de distancia, nascia Indiana Jones para alegrar os jovens daquela época, rsrs A renda adquirida com esta produção, foi de 242,374,454$
    Curiosidade: Este filme poderia ter sido gravado com outros atores, mas decidiram por Harrison Ford só três semanas antes do inicio das filmagens antes poderia ter sido escolhido: Nick Nolte, Bill Murray (não sei quem é)e Tom Selleck.
    Leonel, acho que se você falasse sobre o filme, fazendo uma comemoração, seria o máximo!
    A pagina do jornal que vi hoje pela manhã, foi tomada pela a reportagem falando tudo sobre o filme, por isto pude te enviar alguns dados, rsrs Eu fui no cinema e assisti tudo no telão, rsrs sai apaixonada pelo ator, rsrs mas abraçada com o namorado. Olhava e pensava: "Que contaste, hehehe"

    ResponderExcluir
  24. Filmaço; As cenas de ataque é de tirar o fôlego, ficção bem elaborada as estratégicas de fuga e ataque é inteligente. Prende a
    atenção da gente. Me amarrei: Assisti duas vezes.

    ResponderExcluir