FRASE:

FRASE:

"Se deres um peixe a um homem, vais alimenta-lo por um dia; se o ensinares a pescar, vais alimenta-lo a vida toda."

(Lao-Tsé, filósofo chinês do séc. IV a.c.)

segunda-feira, 11 de junho de 2012

A NOITE


Recentemente, estive no espaço, pesquisando material para o post OS ANÉIS DE SATURNO.
E, quando retornava à minha velha Terra, pude assistir ao espetáculo da  zona do crepúsculo avançando, a medida que o planeta girava, e a noite chegava, engolindo meridianos e mergulhando metade da Terra na escuridão...
E de repente, comecei a receber uma mensagem.
Não por vias tecnológicas, mas com palavras que ressoavam dentro da minha própria mente...
Era a mensagem de uma entidade que se identificou apenas como "noite" e dizia assim: 

 
Olá, muito prazer, eu sou a noite!
Chego furtivamente, pelas costas do dia que sai...
Ocupando o espaço abandonado pelo sol poente...
Esta estrela brilhante e medrosa muito me teme...
Vive se escondendo atrás da Terra, fugindo de mim...
Refresco o solo ainda aquecido pelo astro em fuga...
Cubro continentes e mares com meu manto escuro e frio...
Sou recebida festivamente pelos amantes,
Que, ansiosos, buscam refúgio nas minhas sombras...
Sou esperada também pelos meliantes...
Que, sequiosos, espreitam para atacar suas vítimas...
Minha chegada é saudada por revoadas de morcegos...
Que cruzam os céus em suas sonoras caçadas...
E arranco piados das corujas, que tudo observam dos telhados...
Famintas, com seus olhos arregalados...
Por algumas horas, reino absoluta sobre a terra...
Ao longe, ainda uivam os lobos...
Aos poucos, vai-se fazendo silêncio...
Até aos primeiros albores da madrugada...
Que despertam os galos e quero-queros...
Seu canto me faz lembrar que é hora de ir...
No oriente, clarões vermelhos já começam a surgir....
É o sol ainda em fuga, como faz todos os dias...
Mal sabe que eu continuo na sua cola...
E já começo a cobrir o outro lado do mundo...
Esta perseguição nunca terá fim...
Sempre serei dona de metade de tudo!

45 comentários:

  1. Caráca véi.... rss

    Eu não havia encarado a escuridão noturna deste angulo, reverenciou a escuridão de uma forma ímpar aquela não somente "ausência de luz".

    É... gostei, meu intergaláctico amigo LeÔnidas..
    Abraços
    Tatto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As coisas tem significado diferente,de acordo com o ponto de vista...
      Abraços, Tatto!

      Excluir
  2. Bom dia amigo virtual Leonel, és um poeta também?! Parabéns!
    Abraços, saúde, uma excelente semana e paz interior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas divagações que me acomentem esporádicamente...
      Abraços, saúde e paz!

      Excluir
  3. Ora, ora... onde estavas oculto, profeta?
    Bem sei... nas sombras da noite que perseguia
    O dia de Camões, esta noite da Poesia,
    Que a ti se entregou, paixão predileta
    Desvendando-te segredos que eu não conhecia,
    Revelando seus mistérios ao novo poeta!

    Ave! Que essa foi uma feliz estréia!
    E na primeira fila da platéia
    Ergo-me e aplaudo! Salve Leonel,
    Poeta da Noite, da Lua, do Céu!


    Parabéns, vate!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem sei se pode se chamar estas frases empilhadas de poesia...
      Tudo simplesmente brotou de forma natural...
      Talvez por influência da data.
      Não segui nenhuma regra, mas a tua aprovação me deixa animado!
      Obrigado pela força!
      Abraços, amigo!

      Excluir
  4. Quer saber? Tô me sentindo completamente FORA dessa tchurma de poetas... Até tu Leonel?! Que lindeza!!! Tava escondendo mais esse lado seu??? O lado oculto de Leonel brilhou!
    Beijuuss, amado, n.a. e continue...continue com essas "frases empilhadas"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em compensação estás mais do que entrosada na tchurma das cronistas!
      De vez em quando, eu viajo nas divagações...
      Enganando até aos magos!
      Bjs, Rê!

      Excluir
  5. Nossa,Adorei.Este Poemaço esta mais lindo que uma manhã de primavera ou uma noite estrelada,e mais raro em seu contexto de que uma estrela cadente.Que tenhas uma ótima e iluminada semana.Meu muito grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigado, Suze!
    Realmente, tenho postado poucas divagações...
    Talvez por timidez...
    Um prazer receber sua visita!
    Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. "...sempre serei dona da metade de tudo"

    Uau! Que massa, heim Leonel? Escondendo a veia poética, mas ela nunca se exime por completo, volta e meia grita, além da sua vontade.

    A noite é mesmo mágica, feiticeira. Adoro!
    Gostei demais disso tudo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela força!
      Bjs, Milene!

      Excluir
  8. OI LEONEL!
    A NOITE É REALMENTE SINÔNIMO SE INSPIRAÇÃO, SEMPRE.
    EM TUA CRÔNICA, A NOITE CIENTE DE SEU PODER E CUMPLICIDADE,SE ACHA, DONA, DA METADE, A OUTRA É DO SOL...
    ESTÁ UMA BELEZA LEONEL, NA CERTA VEM MAIS COISA BOA POR AI.
    ABRÇS3 zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Zilani, a noite também tem suas megalomanias...
      Abraços!

      Excluir
  9. Amigo Leonel..gostei muito do que li...
    Um lindo texto... Parabéns!!!

    Um abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda vou fazer um que inspire uma das tuas obras de arte...
      Abraços, Ma!

      Excluir
  10. Belo alvorecer meu amiguinho querido !
    Vc me fascinou com o poema escrito.
    Não conhecendo ainda as facetas do meu amigo ...me deixou surpresa .
    Quero ler mais poemas escritos pelo meu amiguinho.viu ?
    Vc deixou marcas indeléveis ...e vai pagar por isso,se prepare,kkkkkk
    bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você vê, eu nem sei as regras para um verdadeiro poema, mas gosto de soltar essas divagações no ar...
      Mais ainda quando você me diz que gostou!
      Bjsss, Severa!

      Excluir
  11. e sempre lhe escapará a outra metade (o que faz tudo ainda mais belo)!

    Palmas!
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Juliana, essa perseguição nunca tem fim, mas o dia e a noite sempre dividirão o mundo!
      Questão de equilíbrio...
      Obrigado pela visita!

      Excluir
  12. Costumo brincar com um querido amigo: somos metade um do outro, ele é lobo, eu sou águia. Ele é sol, eu lua, ele está atras, eu a frente. Metades perfeitas que se completam!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim como O FEITIÇO DE ÁQUILA?
      Mas, o casal Sol e Lua fica melhor: apesar dele comandar o dia e ela a noite, às vezes eles se encontram...
      Seja bem vinda, Sissym!
      Bjs!

      Excluir
  13. Oi Leonel,

    Não conhecia esse seu lado poético. Muito bom! então vamos poder apreciar mais poemas assim tão bom quanto esse.
    Excelente divagações.
    As noite quase sempre são belas...
    As melhores poesia nascem na noite.

    Beijos amigo!
    Ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, é à noite que surge aquela inspiração!
      Bjs, Smareis!

      Excluir
  14. Aproveitando o frio que estou sentindo hoje,vim me esquentar no seu poema,rsrsrsrsrsrs.E lendo mais uma vez vejo que ele tem uma mensagem linda...
    Bjssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoas como você tem sensibilidade especial para ver além do que simplesmente etá escrito...
      Bjs, Severa!

      Excluir
  15. Olá amigo Leonel!
    Veja bem do que você se haveria de lembrar para escrever sobre a escuridão e o sol. Muito bom, gostei.

    Um abraço com muita amizade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, José!
      Prazer em vê-lo de volta!
      Abraços!

      Excluir
  16. OI LEONEL!
    PASSANDO PARA TE DESEJAR UMA LINDA "NOITE".
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita!
      Abraços, Zilani!

      Excluir
  17. Sou uma romântica e a noite me cai como uma luva.
    Que incrível esse teu papo com a rainha noite.
    Muito bom estar por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prazer é meu em te ver de volta!
      Já estive lá no Balaio e deixei um recado!
      Abraços, Si!

      Excluir
  18. Leonel, meu amigo. demais esse texto! pensar na noite como uma parceira à perseguir o sol, seu amado...eternamente. entendi certo?
    muito lindo mesmo.

    parabéns pela sua alma poética, pela escrita tão boa!
    bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendeu certo, Alexandre!
      Obrigado pela força!
      Abraços, amigo!

      Excluir
  19. Olá, Leonel!

    Bravo!

    Que coisa linda eu li aqui hoje! Estou te aplaudindo de pé, acredite.
    E que regras que nada, amigo! Um poema é um poema e pronto!! Basta conter poesia nele, e isso você o fez com maestria!!!
    Vou copiar, para posteriormente trabalhar com meus alunos, e depois volto para mostrar os resultados...aguarde-me!

    Ontem preparei um projeto de poesia para o PETI (embora de licença médica, adivinha quem faz projetos para as escolas?rs) e vou colocá-lo nos Botões. É simples, mas com conteúdo, para a turma não passar aperto com justificativa, objetivos, essas coisas. Na verdade, a supervisora pediu-me que enfocasse Técnicas, para aplicarem em oficinas. Certo, mas...

    E o que isso tem a ver com seu belíssimo poema? - tudo!

    Amigo, a poesia é a faculdade de darmos um sentido solene e alto às palavras de todo dia! E você conseguiu! Parabéns pelo feito!(Continue, que está de exorbitante tamanho!).

    Ah, e assim como todos aí em cima,

    -EU QUERO VER MAIS!

    Um abração, solene, pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma honra se você fizer um trabalho escolar com base neste texto!
      Obrigado pelos incentivos!
      Abraços, Graça!

      Excluir
  20. Graça e paz!

    Cheguei até aqui, gostei, fiquei. Parabéns por sua edificante mensagem. O meu desejo é que estejas gozando das bençãos de Deus para sua vida.
    Misteriosa noite!!! Sempre gostei mais da noite... meus momentos de meditação, encontros comigo mesma e com Deus me fazem viajar por caminhos que só eu conheço.

    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto da noite, pelo silêncio, pela paz e pelos sonhos que encontram aconchego sob seu manto...
      E você ainda aproveita para meditar e falar com o Criador...
      Abraços e seja bem vinda, Cleusa!

      Excluir
  21. Uauu que viagem alucinante amigo rsrs....adorei,sou amanta da noite, apesar de não ser uma boemia..

    beijos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom te ver por aqui, Dri!
      Abraços!

      Excluir
  22. TOC-TOC-TOC...tem alguém aqui? Ou ainda tá "perdido" na noite? É hora de voltar, viu?!
    Beijuss, amado, n.a.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Humm?
      Onde estou...?
      Oh! Alô, Rê!
      Cochilei um pouquinho, mas, já voltei!
      Obrigado pela sacudida!
      Bjs!

      Excluir
  23. Leonel,
    Minha conclusão: poética é contagiosa. Teu convívio diário com as feras que frequentam o "Sete Ramos" contagiou teu sangue com o vírus "Delirium liricus" o qual atua no lado direito do cérebro estimulando-o. Essa doença não é mortal e tampo causa qualquer dano comportamental, pelo contrário, o contagiado torna-se menos rabugento e consegue sempre ver o lado romântico das pequenas coisas do dia-a-dia. Abraços líricos, JAIR.

    ResponderExcluir
  24. É, sem dúvida, esta coisa é contagiosa!
    A convivência com tantos talentos acaba fazendo a gente inconscientemente entrar no jogo, ainda que modestamente...
    Abraços, Jair!

    ResponderExcluir
  25. Boa noite ou Bom Dia meu amigo estou gostando de ver você mais solto nos seus Escritos. fUI que a noite já me pegou pelo pé!

    ResponderExcluir