FRASE:

FRASE:

"Se quiser evitar decepções, diminua suas expectativas."

(Anônimo)

quinta-feira, 3 de maio de 2012

OS ANÉIS DE SATURNO


Sumi uns dias deste blog por um motivo muito justo: estive afastado da Terra, explorando o meu lugar preferido: o espaço frio e silencioso.
Longe das CPIs, crises econômicas, engarrafamentos, tiroteios, emergências de hospitais e alunos que agridem professores...
Além do cinturão de asteróides, vendo o Sol como uma bolinha de tênis no céu, manobrando com cuidado, me aproximei de Saturno, o gigante que só perde para Júpiter em tamanho. Mas, tamanho não é documento, pois o gigante é fôfo: sua densidade é bem menor do que a da água, e boiaria se houvesse uma piscina grande o suficiente para conte-lo. Foi uma estadia agradável, vendo os cometas passarem ao longe e as estrelas brilhando claras como nunca.
Mas, enfim, estamos de volta e vou contar o que descobri sobre este lindo e misterioso planeta e seus anéis. Aqui vamos nós!
SATURNO:
Com um diâmetro médio de 120.536 km, é o segundo maior planeta do sistema solar. Apesar do seu tamanho, é essencialmente uma gigantesca bola de gás, sendo composto por 97% de hidrogênio, além de pequeno percentual de hélio, com um pequeno núcleo rochoso. Sua distância ao Sol varia de 9,02063224 a 10,05350840 UA (unidades astronômicas: 1 UA=150.000.000 de km.)

Saturno, em foto recente feita pela sonda Cassini.
(Foto: NASA.)

Mas o que sempre tornou Saturno um planeta peculiar e interessante para os estudantes e estudiosos foi o fato de possuir diversos anéis dispostos no espaço em torno do seu equador, além dos 61 satélites contabilizados até este momento. E uma interessante descoberta é que o maior dos seus satélites, Titã, tem até atmosfera, com predominância de nitrogênio (como a da Terra), e metano e etano em estado líquido na superfície!
OS ANÉIS: 
Os anéis de Saturno foram primeiro observados pelo astrônomo e cientista italiano Galileu Galilei em 1610, porém não foram reconhecidos como tal. A baixa qualidade dos telescópios da época levou Galileu a pensar que eram duas grandes luas em torno do planeta.
Só em 1659, o astrônomo holandês Christiaan Huygens percebeu que se tratavam de anéis, e em 1859, o físico inglês James Clerk Maxwell determinou por cálculos que deveriam ser compostos por milhões de pequenas partículas.
Na realidade, cada anel é formado por trilhões de partículas cujo tamanho varia desde o de um grão de poeira ao de uma casa.
Apesar de todos os outros planetas gigantes possuírem anéis, os de Saturno são os mais visíveis por serem mais refletivos, já que são praticamente 100% de gelo e também pela elevada concentração das partículas por unidade de área.
Os anéis saturnianos se estendem até uma distância de 302.500 km de diâmetro, quase 2/3 da distância da Terra à Lua.
Estima-se que sua espessura varie de 10 a 70 metros.
Somente os anéis A, B e C são visíveis da Terra. Os outros só foram descobertos e documentados pela nave Pioneer 11 e pelas duas sondas Voyager.
As primeiras fotos detalhadas dos anéis foram feitas por uma sonda Voyager em 1980.

 Nesta figura de perfil, podemos identificar a distribuição dos anéis do planeta.
(Clique para ampliar)
Os 7 principais anéis são identificados pelas sete primeiras letras do alfabeto, mas na ordem em que foram descobertos (A, B, C, D, E, F, G). G só foi descoberto em 1980.
AS DIVISÕES:
Entre os anéis também existem lacunas, separando-os. As maiores são as chamadas Divisão de Cassini e Divisão de Encke.
A Divisão de Cassini é uma área escura de cerca de 5.000 km de largura, entre os anéis A e B, descoberta pelo astrônomo italiano Giovanni Domenico Cassini em 1675.
A Divisão de Encke foi descoberta em 1837 pelo astrônomo alemão Johann Franz Encke, e separa o anel A em duas seções.

 Partículas congeladas de tamanhos variados formam os anéis de Saturno.
(Arte:W. K. Hartmann - Nature)
Só a gigantesca força gravitacional de Saturno mantém as partículas em órbita, mesmo com os impactos entre elas. Mas cada partícula também tem sua própria gravidade.
As partículas das órbitas mais próximas são mais rápidas, e orbitam a mais de 48.000 km/h. Do contrário, se precipitariam sobre o planeta.
Na medida que as órbitas são mais afastadas do planeta, as velocidades são menores. Esta diferença de velocidade em função do afastamento impede que as partículas se aglutinem formando corpos mais compactos.
Como suas órbitas não são exatamente paralelas, há um entrechoque contínuo entre as partículas, gerando mais desvios e mais colisões.
Galileo se surpreendeu ao ver os anéis sumirem misteriosamente, dois anos após tê-los descoberto, ressurgindo algum tempo depois.
Isto acontece duas vezes durante os 30 anos terrestres do “ano saturniano”, enquanto ele completa sua volta em torno do Sol. Nestas ocasiões, a mudança do ângulo de inclinação em relação à Terra faz com que os anéis fiquem de perfil, e sua pequena espessura os torna praticamente invisíveis.
ORIGEM:
A origem dos anéis fica apenas no domínio das hipóteses: existem duas teorias mais aceitas pelos astrônomos.
Uma delas sugere que os anéis seriam restos do mesmo material que formou o planeta, há aproximadamente 4,5 bilhões de anos.
A outra propõe que os anéis se formaram há “apenas” 100.000.000 de anos. As partículas teriam se originado de uma colisão nas proximidades do planeta, entre talvez um asteroide e uma de suas luas, ou mesmo pela desintegração de uma das luas originais, em função da atração gravitacional de Saturno.
SONDA CASSINI: 
Lançada em 1997, foi a maior sonda lançada pela NASA. É do tamanho aproximado de um micro-ônibus e 1º de julho de 2004, entrou em órbita em torno de Saturno, de onde desde então tem enviado excelentes fotos do planeta e de seus satélites e anéis. Em 25 de dezembro de 2004, lançou a sonda Huygens, que pousou em Titã, a maior lua do planeta, em 14 de janeiro de 2005.

A sonda Cassini ainda permanece na órbita de Saturno. Sua missão inicial de 4 anos já foi estendida por duas vezes, e a NASA acompanha seus passos diariamente.
A sonda Cassini revelou que os anéis não são tão estáveis e podem ser percorridos por ondulações de mais de 1,5 km! Estas ondulações em um dos anéis externos são provocadas pela “maré” gravitacional de Daphne, uma de suas luas.
Cassini continua explorando os anéis e satélites de Saturno, e enviando informações para a NASA
"LUAS PASTORAS":
Alguns dos satélites de Saturno orbitam dentro do seu sistema de anéis. Pan orbita na Divisão de Encke; Prometeu e Atlas, na lacuna entre os anéis A e F; Pandora, externamente ao anel F; Epimeteo e Jano, a aproximadamente 9.000 km além de Pandora; Mimas orbita em torno de 17.000 km além do anel G; Encelado, a uns 28.000 km da borda interna do anel E e Tétis, Calipso e Telesto, numa faixa afastada mais 57.000 km, a cerca de 7.500 km da borda externa do anel E.
O papel das luas mais próximas nos anéis criou a classificação de algumas delas como “luas pastoras”, responsáveis pela forma e comportamento dos mesmos. Prometeu e Pandora mantém a forma do anel F, cada uma de um lado, como pastores escoltando um rebanho, no caso, as partículas do anel...
E tudo indica que outras luas também façam o mesmo papel em relação a outros anéis...

42 comentários:

  1. Leonel,
    Tua postagem está supimpa. Gostei. Embora eu também tenha escrito sobre esses anéis em meu blogue, devo reconhecer que teu texto contém melhores informações e mais atualizadas. Parabéns, JAIR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jair, desta vez eu sabia que não iria te plagiar, pois realmente achei novidades recentemente descobertas pela NASA.
      E a cada dia estão surgindo mais descobertas, principalmente através desta sonda que continua por lá...
      Abraços!

      Excluir
  2. C-a-r-á-c-aaaaa Véi...!! rss

    Fui abduzido por alienígenas (BHRAMA-extra-Latinha)... rss
    Mas a viajem não foi tão empolgante quanto a que tu me ofereceu aqui nesse magávijôso esclarecimento teXtual que muito me apetece... rss

    Valeu LeÔnidas meu bródi... gostei meRmo
    Abraços
    Tatto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Brahma-Extra e a Skol são armas secretas usadas pelos alienígenas para dominarem as mentes dos terráqueos!
      Sua eficácia é comprovada e eles estão tomando conta!
      Mas...não adianta avisar...
      Abração, Tatto!

      Excluir
  3. É amigo virtual Leonel, as vezes é muito bom nos desligarmos deste mundo, e Saturno é uma boa dica.

    Abraços, saúde, muitas viagens astrais e paz interior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Milton, nada melhor que uma voltinha pelo espaço e por outras dimensões acima da nossa...
      Faz um bem...
      Abraços!

      Excluir
  4. Cara, quanta informação preciosa!
    O Sistema Solar é fantástico, tipo "O show da vida"; amo ir ao Planetário, na Gávea e levo meus alunos, eles ficam encantados. Saturno é tão bonito, e só perde para Júpiter no tamanho, fiquei sabendo mais desse planeta, e é algo mágico o que contaste; é tão bom "o saber, não é?.
    Como diz o Xipan, queria ser abduzida*...de verdade, "meu bródi"; o macaquinho é pândego...rsrs
    Obrigada por compartilhar conosco "essa sua experiência", amei te ler.
    Vou pesquisar mais, "eta Mundo! Temos muito que aprender... Salve Deus!
    Beijos e boa noite. Mery*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mery, eu adorei as vezes em que fui a planetários, uma delas no Ibirapuera (SP).
      Infelizmente, só depois de adulto.
      Sempre que puder, deves levar as crianças a conhecer as maravilhas que existem no espaço em torno a nós!
      E as novidades surgem a cada dia...
      Bjs!

      Excluir
  5. OI LEONEL!
    QUE LEGAL, TANTAS INFORMAÇÕES, SOBRE UM ASSUNTO SEMPRE TÃO ATUAL E INTERESSANTE.
    ABRÇS


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, Zilani!
      Deixei um recado junto ao teu lindo poema sobre o corpo e a alma!
      Abraços!

      Excluir
  6. Entre as teorias sobre a origem dos anéis, gosto mais da última que vc citou, pois Saturno é uma demonstração viva do famoso "limite de Roche", que é a distância mínima na qual um satélite pode resistir intacto às tensões induzidas pela gravidade do planeta. Esse limite corresponde a 2,5 vezes o raio do planeta - e os anéis principais estão dentro dele.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente, Barcellos, o limite de Roche é citado como possível causa da desintegração de um dos seus satélites (talvez até mais de um).
      A soma de influências de tantos satélites pode muito bem ter "empurrado" algum deles para dentro da área crítica, e a natureza de sua estrutura interna não suportou!
      Eu omiti este dado para não me estender muito com mais explicações, mas mesmo assim o texto ficou maior do que eu pensava.
      Obrigado pela mãozinha!
      Abraços!

      Excluir
  7. Leonel,
    Não resisto em comentar com o fecho de minha postagem:
    "Em qualquer os casos os anéis são alguma coisa resultante de outra diferente. Contudo, qualquer que seja a formação e qualquer que seja a origem desses anéis, uma coisa é certa: são espetaculares e conferem uma identidade própria a Saturno. E, sobretudo, dado que podem ser “restos” que marcam uma tragédia anterior, quase compulsoriamente, nos remetem à lembrança o inverso do adágio famoso: Os dedos se foram, mas os anéis permanecem. JAIR, Floripa, 10/03/12."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Jair: foram-se os dedos, ou melhor, foi-se o satélite, mas ficaram os anéis!
      Menos mal para Saturno, que deve a eles sua fama e o charme de ser o planeta mais destacado, mesmo entre outros grandões "anelados"!
      Abraços!

      Excluir
  8. Um planeta fascinante e sua postagem está muito especial Leonel. Iso de luas pastoras é lindo. A lua é mesmo uma linda senhora que protege os planetas...

    Beijos e bom final de semana amigo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, você consegue sempre ver poesia em tudo...
      Obrigado, e o mesmo para você!
      Abraços!

      Excluir
  9. Falamos de cor o nome dos planetas, mas muitas vezes não pesquisamos sobre eles, meu caso rs.
    Foi ótimo saber um pouco mais.
    Bjs bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A todo o dia surgem novidades sobre nossos vizinhos...
      Obrigado pela visita, Mary!
      Abraços!

      Excluir
  10. Agradeço de coração por dividir conosco estes fascinantes conhecimentos.Adoro seu estilo.Abraço grande.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um prazer dividir as novidades com os amigos como você.
      Gratos pela visita!
      Abraços!

      Excluir
  11. Vejo beleza mesmo em tudo amigo. Nasci assim...kkkk Li novamente seu post e com certeza fiz mais uma viagem interesante contigo...

    Bom domingo de sol!!
    Ouvi dizer que ao contrário do ano passado, que foi de muiiita chuva, aqui em Aracaju, este ano, só vai chover em outubro...

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos, com a seca, dá para aproveitar a praia...
      Se não me engano, aí no nordeste agora é inverno, ou "estação das águas", não?
      Abraços, Carla!

      Excluir
  12. menino, que lindo o layout do seu blog. Quisera eu ter um vidão assim, aqui é escola, Feira do Livro( fui convidada para participar de um debate na Feira sobre Blogs e mencionei o meu fiel seguidor(Leo)isso que antes estava participando de uma passeata contra a corrupção.Bom... não preciso alegar que ando um pouco cansada, mas a causa é nobre. Adorei viajar com você, sempre aprendo e ampliando o conhecimento.Abraços para meu irmão do coração. Mil beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por lembrar de mim, o que me deixa honrado!
      Parabéns pela passeata do bem! Precisamos de mais gente indignada, para ver se aqueles políticos se mancam...
      Bom que você gostou do meu post!
      Abraços, Mariza!

      Excluir
  13. Saturno é muito charmoso e inspirador, basta lembrar da música linda da Rita Lee, onde ela, por amor, roubaria para o ser amado até os anéis do planetão fofo.

    Então, esteve em órbita? Que maravilha de viagem deve ter sido essa, heim? Quando for a Vênus, me chame.

    Beijo, Leonel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, eu gostaria de te levar para conhecer todo esse sistema solar, inclusive o meu asteróide.
      Se o Barcellos não ficar com ciúme, é claro!
      Beijos, Milene!

      Excluir
  14. Olá Leonel,
    Quanta beleza , sabedoria e inteligência nessa sua postagem.
    O espaço tem tantos mistérios, não conhecia essa classificação “luas pastoras”. Realmente a lua é uma rainha do espaço, uma grande senhora. Que viagem maravilhosa essa que fiz contigo.
    Parabéns, a postagem está mil.

    Grande abraço amigo!

    Desculpa a demora e só hoje atualizei meu bloguito. Depois passa por lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alô, Smareis!
      Já estive visitando o teu cantinho...
      O espaço é cheio de coisas interessntes e lindas!
      Mas a Terra também tem muitas maravilhas que às vezes não percebemos...
      Abraços!

      Excluir
  15. Caro Leonel...

    Primeiro quero agradecer ao seu tão gentil e generoso que fez ao meu trabalho e a minha pessoa.
    È sempre uma honra recebe-lo.

    Hoje aprendi aqui..e achei muito bacana a maneira com qu evoce escreveu a iniciação da sua postagem.

    E o texto me fez conhecer mais sobre saturno. Obrigada pela partilha,

    Eu também viajo pelas galáxias. É pra lá que voo de vez em quando
    quando quero ficar só com meus pensamentos e próxima de Deus!!

    Um semana cheia de coisas boas a voce e a sua familia!!

    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ma, os elogios são insuficientes para uma artista tão talentosa como você!
      Acho maravilhoso o seu trabalho, e agora, devo acompanha-lo com mais frequência.
      Viajar pelo espaço é muito bom!
      Folgo em saber que você também domina esta técnica tranquilizadora!
      Abraços!

      Excluir
  16. Ah, então esteve fora do ar também???!!! A foto lá de cima me indica muito mais que bons tempos...sombra e água fresca. Saturno e outros planetas só o que aprendi de menina rsrs, mas já disse aqui e repito: desde que conheci seu asteróide meus conhecimentos galácticos aumentaram um tanto.
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que não foi tirada nas Maldivas...
      Mas, afinal, consegui desentocar a leoa!
      Muito prazer em te RÊ ver...
      Bjs!

      Excluir
  17. LEONEL PÉ DE VENTO

    Leonel Pé de Vento era um menino diferente que nunca havia pisado no chão. desde que nasceu, a gravidade atuava pouquíssimo sobre ele... assim, passou boa parte da sua vida flutuando a cinco metros do chão.
    Até o dia que ele conheceu Mariana... primeiro trocavam presentes:
    Leonel jogava flores para ela, lá de cima; e Mariana fazia bolinhas de sabão para ele. A amizade foi virando algo bonito e maior... ela subia nas árvores para falar com ele e conseguiu até uma perna de pau para ficar da mesma altura dele, olhar nos olhos... o amor chegou e ele a beijou, amou... depois disso ele foi descendo bem devagarinho e... pisou no chão pela primeira vez.

    (Um desenho animado lindo que vi hoje/lembrei de você!!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é mesmo lá da minha terra, pelo sotaque, são da serra gaúcha!
      Só que eu não consegui ver até ao fim, porque engasgou no You Tube...
      Bem feitinha!
      Boa dica, Carla!

      Excluir
  18. ‎... e desceram juntinhos, como naquela brincadeira dos pés quando somos criança, ela pisando em cima dos pés dele....

    ResponderExcluir
  19. Úiaaaa...!!!

    E não é que a historinha que a Fê-sora Carla contou do Leonel pé de vento, tem tudo haver com o "LeÔnidas" que nóis gosta pra dedéus... rss

    Abraços meu véi amigão
    Tatto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é que ela desencavou essa, hein?
      Só que eu não ficava só a cinco metros, não!
      Voava bem mais alto, e custei a descer!
      Abraços, Tatto!

      Excluir
  20. http://www.youtube.com/watch?v=iZveAZDrbRU

    Veja amigo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, eu vi a história só até aos 8 minutos, porque depois o YouTube Engasgou! Vou ver depois o resto, se conseguir!
      Mas, você já me deu a dica do que acontece!
      Eu custei mesmo a descer, mas de vez em quando subo de novo, vou até ao espaço e viajo no tempo também!
      Abraços!

      Excluir
  21. Se os politicos brasileiro forem lá eles roubam os anéis...

    ResponderExcluir
  22. Tive que dar umas risadas, apesar da coisa ser séria!
    Abração!

    ResponderExcluir